Wednesday, March 14, 2018

Três anúncios para um crime



Resultado de imagem para tres anuncios
Martin McDonagh tem como uma de suas influências David Mamet, outro dramaturgo que se aventurou, com sucesso, a fazer a migração dos palcos às telas. Mamet é autor do livro Três usos da faca, em que preconiza a importância de textos enxutos, da poda, do processo de cortar palavras em excesso, deixando apenas o "osso". 

Em 2001, com apenas 30 anos, McDonagh já tinha uma carreira respeitada, com peças teatrais ambientadas no meio rural irlandês, incluindo O tenente de Inishmore.



A transição para o cinema aconteceu gradativamente, com o "empurrãozinho" de nada menos que um Oscar de Melhor Curta de Ficção (Six Shooter, 2004).

A partir daí lançou três longa-metragens:

Na mira do chefe (In Bruges, 2008),

Sete psicopatas e um shih tzu (Seven Psychopats, 2012) e este

Three Bilboards Outside Ebbing, Missouri (2017), o mais bem-sucedido artística e comercialmente.

Três anúncios para um crime tem essa qualidade. O texto do pupilo de Mamet é cortante, aguçado. O bom roteiro é uma base para qualquer grande atuação. Não é à toa que dois membros do elenco foram premiados pela Academia.

 O humor permeia os diálogos, as situações. A tensão é perceptível. McDonagh é o mestre do contraste. Algumas cenas alcançam um impacto intenso, como a sequência em que uma carta sobre amor é lida em meio a um inferno de violência. 




No comments:

Post a Comment

Seu comentário é bem-vindo!