Monday, June 10, 2013

A hora da escuridão

O filme de Chris Gorak, A hora da escuridão, ao mesmo tempo confirma e desafia a máxima do Barão de Itararé "De onde menos se espera, daí é que não sai nada mesmo". O que se esperaria de um filme obscuro de baixo orçamento que mistura horror e ficção e cria, na moderna Moscou pós-perestroika, um cenário apocalíptico por conta do ataque de alienígenas invisíveis que desintegram seres humanos com sua tez elétrica? Pouco ou quase nada. E o filme realmente nada tem de extraordinário. Por outro lado, as agruras dos quatro americanos e um sueco que sobrevivem ao ataque arrasador até têm seu charme por nos remeter à globalizada terra dos czares e por acrescentar alguns "fundamentos científicos" nos artefatos de proteção e de reação contra os invasores. O elenco desconhecido tem certo carisma. Ou seja, A hora da escuridão pode até surpreender positivamente aqueles espectadores sem tendência a só criticar e com tendência a gostar de trashs inconsequentes.

No comments: