Friday, June 30, 2017

Matar ou morrer (sol a pino)


                                   
           



     Do not forsake me, oh my darling... A balada de Dimitri Tiomkin, cantada por Tex Ritter, toca na abertura de High Noon (Matar ou morrer), enquanto na tela, em preto e branco claro e nítido, três cavaleiros mal-encarados se reúnem e se afastam trotando. Belo videoclipe feito em 1952.
    A frase musical retorna a todo instante no filme, no saloon o pianista a está tocando, e por onde anda Will Kane tentando, em vão, recrutar ajudantes, o tema volta. Isso contribui para a unidade e a força expressiva do filme.

            High Noon levou três prêmios da Academia: Melhor Edição, Melhor Canção e Melhor Ator. Gary Cooper imortalizou Will Kane, o xerife de uma pequena cidade que, às vésperas de ser substituído, aproveita a manhã de domingo para casar com ninguém menos que Grace Kelly. A câmera focaliza o relógio: são dez e meia. Chega um telegrama avisando que Frank Miller, assassino preso por Kane há cinco anos, está solto e vai chegar na cidade no trem das doze.


            A primeira opção do novo casal é partir logo. Não demora muito Kane, sob os protestos da esposa, dá meia-volta. Will Kane justifica a decisão: fugir agora seria fugir sempre e a vantagem de tempo era pouca.
            Por sinal, tempo é o fator fundamental em High Noon. O filme de Fred Zinnemann ficou famoso por contar a história em “tempo real”. Esse recurso criou um clima de expectativa poucas vezes alcançado no cinema. 

            Kane tem pouco mais de uma hora para conseguir ajuda. O tempo vai passando e ninguém se propõe a ajudá-lo a enfrentar os bandidos. Até seu ajudante (Lloyd Bridges, pai de Jeff e Beau) rói a corda. A covardia se espalha e o único voluntário desiste na hora H. A situação de Kane torna-se excruciante.

            High Noon é, pois, a crônica de uma morte anunciada.  De braços cruzados, a cidade aguarda a inexorável chegada do trem, e a nuvem de sangue e morte que virá com ele. Constantemente a ferrovia sumindo na planície deserta é mostrada. É quase meio-dia, e podemos respirar a atmosfera pesada e carregada que toma conta da cidade.  Nunca um trem foi tão esperado em um filme.
             

No comments: